Gestão Hospitalar: tudo que você precisa saber sobre a profissão

gestão hospitalar

Você gosta da área da saúde, porém deseja trabalhar de maneira administrativa no setor? Então, o curso de Gestão Hospitalar pode ser para você.

Sabemos que o momento de escolher a graduação é difícil e confuso para alguns, então é preciso levar em consideração as áreas que você tem mais afinidade. E, neste caso, o curso de Gestão Hospitalar encanta aqueles que desejam estar envolvidos no cuidado humano, mas também com a organização corporativa. 

Seja em hospitais ou laboratórios, a função do Gestor Hospitalar é manter o equilíbrio financeiro da empresa e as informações de cada setor relacionadas, para assim tomar as melhores e mais viáveis decisões e aprimorar os processos internos.

Quer saber mais sobre o curso e essa profissão? Continue lendo esse artigo e veja se a Gestão Hospitalar é para você.

O que é Gestão Hospitalar? 

Como qualquer empresa, uma instituição de saúde, seja privada ou pública, não se movimenta ou se organiza sozinha. Enfermeiros, médicos, farmacêuticos e todos os outros colaboradores já têm as suas devidas funções a serem cumpridas. 

Por isso, é necessário que uma (ou mais) pessoa saiba o que acontece em todos os setores da corporação e faça acontecer uma comunicação entre eles. 

Para que tudo se mantenha organizado, evidenciado, desde os processos mais simples de cada departamento e até os mais complexos, é preciso que tenha um profissional de Gestão Hospitalar por dentro de cada etapa. 

Uma vez que o gestor entende de cada fluxo dentro da instituição, ele pode pensar em estratégias e soluções para os devidos problemas identificados. 

O que faz o profissional de Gestão Hospitalar? 

Após o profissional de Gestão Hospitalar entender todos os processos da instituição, ele terá respaldo para criar novas estratégias a fim de minimizar gastos do local, organizar o número de funcionários em cada setor, melhorar o desempenho dos departamentos e manter o lugar em pleno funcionamento e ordem. 

Ele verá a empresa como um todo e poderá identificar mudanças necessárias para melhorar o desempenho do hospital. Mas como assim? 

Veja bem, se no setor de atendimento pediátrico tem muitos enfermeiros, mas a situação está bem, enquanto isso, na CTI, aumentou o índice de internações e é preciso de mais agentes para cuidar dos pacientes. Neste cenário, o profissional de Gestão Hospitalar identifica a defasagem e ajusta os colaboradores naquele momento para que os atendimentos fluam.

São muitas as funções do profissional que trabalha com Gestão Hospitalar. Seu objetivo é manter toda a infraestrutura do local organizada e produtiva. Planejar, gerenciar e solucionar os procedimentos de conexão entre todo o hospital. 

Mercado de trabalho e Salário de Gestão Hospitalar

Vale lembrar, usamos de exemplo um hospital, mas um Gestor Hospitalar pode atuar em muitas instituições de saúde, como:

  • clínicas médicas; 
  • consultórios; 
  • laboratórios de análises clínicas; 
  • clínicas de estética e spas; 
  • serviços públicos de saúde;
  • prontos-socorros;
  • maternidades;
  • Unidades Básicas de Atenção à Saúde
  • entre muitos outros. 

Um bom profissional, altamente qualificado e com expertise natural é sempre procurado por instituições de saúde. Seu salário varia de acordo com uma série de fatores como o nível de qualificação, a instituição, a região do País, entre outros. Veja mais sobre quanto ganha um Gestor Hospitalar

Um estudo recente realizado pelo Vagas.com, aponta que a média salarial para um profissional de Gestão Hospitalar no Brasil é de R$ 5 mil. 

Como me formar em Gestão Hospitalar? 

Na Fapuga, é possível realizar uma graduação em Gestão Hospitalar de maneira híbrida e ainda aprender com uma metodologia dinâmica, prática e diferenciada. 

Os professores trabalham os alunos de maneira a desenvolvê-los da melhor forma para o mercado de trabalho, estimulando a criatividade de cada um e seu desenvolvimento pessoal, profissional e interpessoal. 

Você pode gostar:

nepuga